BLOG GERANDO DEMANDA
28mar/130

Bons lideres formam bons lideres, nao seguidores

lideranca-tipos-de-lideres

A morte de Hugo Chávez nos faz refletir sobre a principal função de um líder. Como ninguém é eterno, o futuro de todo país, e de toda empresa, depende da capacidade da liderança de formar novos líderes. Essa é a sua principal função.

Quando o líder opta por formar seguidores, sua ausência causa desorientação. O problema dos seguidores, normalmente em regimes totalitários, é que se submetem às ordens de seu líder sem poder questionar ou expressar sua reflexão a respeito. A falta do exercício do pensamento, ao longo do tempo, gera pessoas que agem sem razão. Nas empresas, submetidos a esse tipo de liderança, aqueles que pensam acabam saindo. Ficam os cínicos e resignados, que não compreendem os propósitos maiores da organização e agem para assegurar resultados somente para si e seus departamentos.

Líderes que se perpetuam no poder sem formar novas lideranças fomentam ideias que não são capazes de se adaptar às transformações do mundo. Embora sejam muito fáceis de entender. Entretanto, o fato de um indivíduo compreender uma explicação não significa que ela seja apropriada. Na verdade, quanto maior o número de pessoas sem estudo que compreendem uma ideia, maior a probabilidade de ela não refletir a realidade. Por isso, quando as pessoas seguem essa ideia, em geral, conseguem um benefício rápido, mas, não conseguem fazer suas vidas evoluir no longo prazo. No caso dos países, a agremiação partidária que está no poder vai bem e, no caso da empresa, o grupo mais próximo ao líder também prospera. Mas, no longo prazo, o resultado é desastroso.

Essencialmente, devemos parar de nos encantar com revoluções e fomentar ideias que promovam a evolução. Assim como na natureza, são elas que geram adaptação e diversidade, e que podem ser aprimoradas, desenvolver pessoas, construir e coexistir com outras ideias e indivíduos. São elas que promovem o equilíbrio nos resultados de curto e longo prazo.

A melhor forma de fazer isso é refletir antes de aceitar ou rejeitar uma ideia. Por isso é que regimes totalitários controlam ou eliminam qualquer possibilidade do contraditório. Já nas empresas, observamos gerentes que não possuem nenhum canal de feedback de suas ações.

É justamente essa ausência de retorno que causa o desastre no longo prazo. Afinal, todos nós precisamos de referências. A melhor forma é ter medidas de nossas ações que reflitam a eficiência delas em várias dimensões.

No curto prazo, é fácil ser líder. Difícil é gerar ideias que tenham capacidade de adaptação ao longo do tempo. E que possam ser apreendidas por pessoas que queiram se preparar para liderar e assumir posições relevantes nas empresas e nos governos.

O fato é que o mundo fica melhor quando bons líderes formam bons líderes, não seguidores. Vamos em frente!

Autor: Silvio Celestino


Fonte: Bons líderes formam bons líderes, não seguidores | Portal Carreira & Sucesso

27mar/130

O que posso fazer para aumentar o ticket médio da minha loja?

Marcelo Sinelli, consultor de marketing do Sebrae-SP, responde pergunta enviada por leitor do Lyderis. Envie também a sua

Ticket-medio-em-alta
Meu nome é Antônio Miranda. Sou sócio de duas papelarias em Minas Gerais. Queria algumas dicas para aumentar o ticket médio das minhas lojas. Já tentamos algumas promoções, mas não deu certo.

Resposta do Consultor

Primeiro é preciso entender que o ticket médio é um dos índices mais importantes do varejo e aumentar seu valor é uma preocupação constante dos empresários. Ele reflete o volume total de vendas feitas num dado período dividido pela quantidade de clientes que compraram. Para elevá-lo, vamos abordar três fatores fundamentais.

Para começar, é fundamental ter funcionários treinados e capacitados no atendimento a clientes e com profundo conhecimento dos produtos e serviços oferecidos. Eles também devem ser proativos e orientados para resultados. O vendedor com essas características consegue entender a necessidade do cliente e fazer uma oferta complementar ao que ele quer comprar. Conhecer os produtos do portfólio transmite credibilidade e facilita essa tarefa.

Conhecer o cliente é outro fator a ser considerado. Ter uma planilha ou banco de dados com informações básicas, como nome, endereço, telefone, e-mail permite que a empresa saiba o que ele compra, quanto ele compra e com que frequência ele compra. A partir daí, a loja pode desenvolver ações promocionais ou de recuperação de clientes.

Por último, a loja deve ter um mix de produtos variado e adequado ao perfil de clientes, com ofertas que se complementem. O consumidor espera poder comprar na loja de informática o computador, a impressora e, quiçá, ter suporte técnico quando necessário. Essa oferta variada e complementar permite a criação de soluções e pacotes que aumentem o tíquete médio do cliente.

O assunto é extenso e caso o varejista precise de mais informações ele pode se dirigir ao escritório do Sebrae mais próximo e buscar a orientação necessária.

Fonte : http://www.lyderis.com.br/consultor-responde/1929-o-que-posso-fazer-para-aumentar-o-ticket-medio-da-minha-loja

26mar/130

Historia da pascoa contada por criancas

Esta semana temos o feriado das pascoa, hoje vamos conhecer esta história contada por crianças

 

 

22mar/130

Um meio ou uma desculpa

um meio ou uma desculpa

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. O sucesso é construído à noite. Durante o dia você faz o que todos fazem, mas para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, OBTERÁ OS MESMOS RESULTADOS.

Não se compare à maioria, pois infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando um chopp com batata frita.

Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira de piscina. A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão e ilusão não tira ninguém de onde está… na verdade, a ilusão é o combustível dos perdedores, pois:

QUEM QUER FAZER ALGUMA COISA, ENCONTRA UM MEIO.
QUEM NÃO QUER FAZER NADA, ENCONTRA UMA DESCULPA!

por Roberto Shinyashiki

21mar/130

Atendimento – O que os clientes amam?

O que os clientes amam?

People looking at color swatches

Toque: as vendas pela internet, televisão, catálogos prosperarão e complementarão, mas nunca desafiarão seriamente as  lojas da vida. Quase todas as compras não planejadas resultam de tocar, ouvir, cheirar ou provar algo no ambiente de uma loja. Vivemos em uma sociedade destituída do tato e as compras são uma das poucas chances de experimentar livremente o mundo material em primeira mão. real.

Woman is looking in the mirror smiling     

 

    Espelhos: fique de pé e observe o que acontece em qualquer superfície refletora. Nós nos arrumamos. O auto interesse é um   dos pilares de nossa espécie. Seja fazendo compras, seja   recorrendo à cirurgia estética, importamo-nos com nossa   aparência. Espelhos detêm os clientes em seu caminho, o que é   ótimo para qualquer mercadoria que esteja em exposição   naquele local.

 

O que os clientes odeiam?

USA - Business - Black Friday Shoppers

Aglomero: isso parece óbvio, mas vai além da simples redução de preços. Embora as pessoas esperem certa aglomeração em torno do tabuleiro de ofertas, não morderão a isca se o desconforto físico tornar-se ostensivo demais. Pegarão uma blusa de uma pilha lotada de itens com desconto, mas, se não houver espaço para recuar e examiná-la tão bem como fariam com a mercadoria de preço normal, não a comprarão.

   

Waiting in Line

 

Filas: além de detestarem esperar, os clientes também detestam sentir emoções negativas enquanto esperam, tais como, frustração diante da ineficiência dos caixas, ansiedade por não estar na fila mais rápida ou tédio por não haver nada para ler e observar. A memória de um bom passeio de compras pode ser apagada por uma experiência ruim na fila do caixa.

 

 

Boas vendas, Prof. Menegatti, palestrante
www.menegatti.srv.br 

2.Foto_Prof_Menegatti (1) - Cópia

13mar/130

Veja os motivos que levam o consumidor a nunca mais voltar na sua loja online

Especialistas falam sobre os erros que comprometem a loja online e como o pequeno empresário pode superá-los
ecommerce

Por Mariana Machado

Dados divulgados recentemente pelo IBOPE Media apontam que o Brasil possui 94,2 milhões de internautas, sendo o quinto país com a maior quantidade. De acordo com o mesmo instituto de pesquisa, ainda assim, apenas 20% dos usuários de internet fazem compras online. O motivo: 69% deles não se sentem seguros, e outros 26% não confiam na qualidade do produto ou serviço.

Assim como nas compras presenciais, o consumidor gosta de ser bem tratado no e-commerce. Mais importante que “empurrar” algo a quem está diante do computador, é fidelizá-lo para que ele volte sempre à mesma página na web.

Segundo Paulo Cesar Costa, presidente da PH3A - especializada em soluções para comércio eletrônico -, existem alguns erros que comprometem a loja online e são responsáveis, em grande parte, pela mortalidade dos empreendimentos comerciais digitais. É preciso entender que uma operação de e-commerce não se resume apenas na Vitrine e Backoffice, e sim a um conjunto de outras ferramentas como:

- ERP para emissão de Nf-e (Nota Fiscal Eletrônica) .

- Meio de Pagamento para disponibilizar ao consumidor a opção de pagar com cartão de crédito de saldo, boleto bancário e ou transferência bancária.

- Análise de Fraude - procedimento indispensável para identificar se o comprador de cartão de crédito é ele mesmo e não uma outra pessoa utilizando suas informações.

- E-mail Marketing - essa ferramenta se torna muito relevante para poder gerar fluxo de mais pessoas dentro da vitrine. Com ela, o lojista consegue fazer milhões de disparos dentro de cada perfil de consumidor. Importante lembrar que para isso será necessário ter a informação (mailing) para disparo, que infelizmente a maioria das empresas ainda não têm.

- Logística - Nem todo comerciante tem um espaço físico próprio para sua loja de e-commerce e é altamente recomendável, "NÃO" utilizar o estoque da loja física compartilhado com a loja virtual. Existe a necessidade de um estoque
próprio para e-commerce.

- Mídias Sociais - Hoje em dia, sabemos que um dos maiores retornos de fluxo de pessoas em loja, são anúncios no Google Adwords, e outras opções como Facebook.

Credibilidade

Para Marcelo Ortega, especialista em vendas, assim como no varejo físico, o “vendedor” da loja online tem de ser responsável e cumprir com o que está sendo prometido na propaganda, seja referente à qualidade do item, aos prazos para entrega ou ao acompanhamento pós-venda. “É importante que isso esteja bem claro na mente de quem utiliza o comércio digital para vender: a mesma facilidade que leva o internauta à compra pode afastá-lo; um único clique também faz com que ele mude de loja quando não está satisfeito”.

O bom atendimento e ferramentas operacionais adequadas trazem para a loja virtual credibilidade – um item que, segundo Wanderson Castilho, especialista em segurança digital, é determinante para o sucesso de um negócio na internet. “É preciso oferecer um site seguro, cumprir os prazos estabelecidos, levar as promoções a sério, com descontos de verdade”, alerta. “Não adianta querer enganar o consumidor. Quando um comprador tem uma experiência ruim, ele replica esta experiência por meio das redes sociais e sites de direito do consumidor. A propaganda negativa se pulveriza na internet e o boca a boca virtual pode acabar com a loja online”, afirma o especialista.

Castilho aconselha o empresário a monitorar as redes sociais e acompanhar dia a dia o que os consumidores estão falando sobre a sua loja e prestar serviço de pós venda de qualidade, dando toda a atenção necessária ao cliente.

Sem medo

É possível um empresário com poucos recursos, pouco conhecimento técnico de plataformas digitais e poucos funcionários ter sucesso no e-commerce? A resposta é sim, de acordo com Paulo Cesar, da PH3A.

“É muito importante o empresário ter muito conhecimento do produto que ele pretende vender, um pouco de sensibilidade de mercado sobre a aderência desse produto e ser responsável pela reposição de estoque. O resto da operação fica por conta das soluções integradas que o mercado já oferece com foco nos pequenos empresários”, explica.

A PH3A, por exemplo, possui uma plataforma que contempla todo o gerenciamento de uma loja online, sem a necessidade de terceirizar processos e encarecer a operação.

Fonte : http://www.lyderis.com.br/dicas-e-negocios-hidden/marketing/1842-veja-os-motivos-que-levam-o-consumidor-a-nunca-mais-voltar-na-sua-loja-online

12mar/130

Milho de pipoca

Pipoca

“Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre”.
Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser.
Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer. Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece:
BUM!
E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem. A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria para ninguém.
Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.

 

Fonte : http://josiasmoura.com/2009/01/25/textos-motivacionais-para-serem-usados-em-palestras-e-sermoes/

11mar/130

Invista no seu conhecimento…

conhecimento

Segundo estatísticas um vendedor gasta, em média, R$ 600,00 por ano para manter em ordem a parte externa da cabeça, barba, corte de cabelo e acessórios, tais como spray, tônicos e creme de barbear. Gasta cerca de R$ 2.400,00 para se vestir e mais de R$ 5.000,00 para o carro. Depois que você gastou mais de R$ 7.000,00 com a sua aparência é importante saber quanto você tem investido no seu conhecimento na sua mente.

Você já parou para pensar quanto custa para sua empresa uma venda? E quanto custará a perda de uma venda por causa de informação inadequada, errada ou incompleta.

Uma pesquisa com mais de 600 indústrias revelou que, em média, uma visita de vendas custa entre R$ 50,00 e R$ 300,00 (salários, comissões, viagens, despesas de representações), numa média de cinco visitas para cada venda.

Quantas vezes você perdeu uma venda e mais tarde conseguiu alguma informação ou técnica e que, se você soubesse naquele momento, teria feito toda a diferença. Ou seja, o custo da venda é alto, mas o mais caro é a frustração pela falta de informação.

Sempre ouvimos falar que o conhecimento sai caro, porém a falta dele sai bem mais caro.

Prof. Menegatti é palestrante nas áreas de Vendas, Motivação, Liderança e Inovação. Suas palestras têm como foco direcionar pessoas a despertar ao máximo seu potencial profissional e pessoal. É autor de vários livros e DVDs, entre eles estão o livro "Talento - É fazer coisas comuns de forma extraordinária" e o DVD "Campeão de Vendas".

Fonte: http://menegatti.srv.br/newsatual/

 

8mar/130

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES:

Portrait of young woman holding white balloons, studio shot

1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro, nosso peito.
3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.
4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5- Como são encantadoras quando comem.
6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.
7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.
8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo.
9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.
10- O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão.
11- O brilho nos olhos quando sorriem.
12- O jeito que tem de dizer ‘Não vamos brigar mais, não..’
13- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.
14- O modo de nos beijarem quando dizemos ‘eu te amo’.
15- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.
16- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.
17- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.
18- O jeitinho de dizerem ‘estou com saudades’.
19- As saudades que sentimos delas.
20- A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor.

Arnaldo Jabor

arnaldojabor

7mar/130

A Lei do Caminhao de Lixo

lixo01Um dia peguei um táxi para o aeroporto.

Estávamos rodando na faixa certa quando um carro preto saiu de repente do estacionamento, direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente deslizou e escapou de bater em outro carro... foi mesmo por um triz!
O motorista nesse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: “Porque você fez isso? Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!”
Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de “A Lei do Caminhão de lixo.”Bag of garbage
Ele me explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, trauma e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam descarregar e às vezes descarregam sobre nós. Nunca tome isso como pessoal. Isto não é problema seu. É dele! Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente. Não pegue o lixo de tais pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.
Fique tranquilo... Respire e deixe o lixeiro passar.

O princípio disso é que as pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragar o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe-se dos sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem bem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!

Arnaldo Jabor
Arnaldo_Jabor