BLOG GERANDO DEMANDA
1fev/160

Cinco dicas para uma lista de tarefas que voce realmente consiga seguir

Organização é uma qualidade essencial para o sucesso e crescimento de um negócio. Fazer uma lista de tarefas diariamente ajuda a não deixar nada para trás e ser mais produtivo. O problema é quando são tantas atividades que fica difícil conseguir riscar os itens dela.

Se esse é o seu problema, o site The List Producer (http://zip.net/bxsNz3 - endereço encurtado e seguro) elaborou cinco dicas que podem ajudá-lo na hora de fazer a lista e realizar as atividades:

1 - Seja específico

seja especifico

É possível que sua lista não esteja específica o bastante. Em vez de escrever "responder e-mails", coloque "responder para fulano sobre a festa". Isso faz com que a ação seja mais simples, dando uma sensação de dever cumprido ao poder riscá-la da lista.

2 - Priorize

prioridades

Revise os itens da lista e veja o que precisa ser feito primeiro. Selecione essas atividades mais urgentes e coloque em uma lista separada.

3 - Seja realista

seja realista

É preciso avaliar se as tarefas da lista são possíveis de ser cumpridas, ou estará fadado ao fracasso antes mesmo de começar as atividades.

4 - Divida

Hands and puzzle isolated on white background

Se a tarefa é muito grande ou trabalhosa, a divida em pedaços menores e faça um pouco por dia. Fazer listas menores aumenta a sensação de estar conseguindo realizá-la.

5 - Delegue

delegue

Ter muitas atividades pode significar que não está conseguindo delegá-las de forma adequada. Será que você precisa fazer tudo ou tem alguém que pode ajudar?

 

Fonte : http://economia.uol.com.br/empreendedorismo/noticias/redacao/2016/01/27/cinco-dicas-para-uma-lista-de-tarefas-que-voce-realmente-consiga-seguir.htm

 

17nov/150

10 licoes de negocios a aprender com Moises, de “Os Dez Mandamentos”

10 mandamentos

A novela "Os Dez Mandamentos", da Rede Record, conta a saga de Moisés para libertar o povo hebreu da escravidão e levar até a Terra Prometida, atual Jerusalém. Para isso, segundo a tradição, o profeta conseguiu manter seu povo unido numa travessia de 40 anos, que passou pelo deserto e atravessou o mar Vermelho. Segundo Márcio Belintani, teólogo e consultor do Sebrae-SP (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa), respeitando o contexto histórico e religioso, é possível extrair 10 lições empreendedoras de sua atuação

Moises-guilherme-winterVISÃO | Moisés olhou em perspectiva para deixar um legado. Para isso, segundo a tradição, transmitiu seus conhecimentos. "Durante toda a sua trajetória, ele procurou preparar a sua sucessão e passou todos os seus ensinamentos a Josué que, ao final da jornada, entrou na Terra Prometida, enquanto Moisés pode vê-la apenas de longe, já que foi proibido por Deus de adentrar." Belintani, do Sebrae, diz que um bom líder não deve ter medo de passar seus ensinamentos e nem de preparar o seu sucessor. "Ele precisa saber que não é insubstituível e que vai precisar de alguém para assumir o seu lugar quando acabar a sua missão"

 

desertoOUSADIA | Quando Moisés entendeu o seu "chamado divino" para libertar o povo hebreu da escravidão, segundo a tradição, soube que seria necessário abrir mão do conforto do reino onde foi criado e enfrentar o Faraó, considerado Deus de dois mundos; além disso, precisaria arriscar a própria vida para iniciar uma peregrinação; o mesmo ocorre com o empreendedor, que precisa se arriscar, encarar obstáculos e acreditar nos ideais antes de abrir uma empresa, de acordo com Belintani, consultor do Sebrae

 

moises e jetroPREPARO | Antes de sair em peregrinação, Moisés passou por um período de formação pessoal e de aperfeiçoamento, segundo a tradição. "Ele buscou informações sobre o que acontecia no seu reino, sobre as estratégias do Faraó e começou a formar a seu ideal de reino", diz o consultor do Sebrae. Segundo ele, a busca por informação deve ser contínua para o empreendedor. "Ele deve fazer o seu plano de negócio, que pode ser aperfeiçoado a cada dia. Depois de estabelecida a empresa, ele não pode parar de se atualizar sobre o mercado e ver o que pode melhorar"

 

moises e faraoAUTOCONFIANÇA | Ao longo da sua trajetória, Moisés precisou negociar com o Faraó diversas vezes, e ele sempre optava pelo contato direto, ou seja, face a face, mesmo correndo risco por confrontar a autoridade máxima do Egito na época, segundo a tradição. "A relação face a face agrega valor e otimiza os resultados, por isso deve ser mantida", afirma o téologo e consultor do Sebrae Márcio Belintani

 

moises e hebreusMOTIVAÇÃO | Segundo a tradição, Moisés conseguiu mostrar para o povo hebreu que o período de escravidão deveria acabar e havia algo melhor reservado para ele: a Terra Prometida. Mas, para alcançá-la, todos teriam de brigar para conquistar a sua liberdade. "O mesmo vale para o empreendedor. Uma equipe motivada produz mais e traz mais resultados", afirma o consultor do Sebrae

 

osdezmandamentosPERSISTÊNCIA | Os obstáculos que apareceram ao longo da trajetória de Moisés não o impediram de libertar seu povo, segundo a tradição. "Sua fé o fez conseguir sobreviver ao deserto, às pragas e, ainda, convencer o povo sobre a existência da Terra Prometida", diz Belintani; segundo o consultor do Sebrae, o empreendedor também deve persistir. "Os primeiros anos de uma empresa são difíceis, mas um grande líder não pode desistir nunca. Ele precisa se manter forte para conseguir transformar o seu sonho em realidade"

moisés-e-arãoLIDERANÇA | Quando o movimento começou a tomar força, segundo a tradição, Moisés percebeu que não iria conseguir manter a liderança sozinho. Ele, então, delegou poder a 70 príncipes para poder organizar melhor o povo. "Um grande líder não pode achar que tudo depende dele. Ele deve aprender a delegar tarefas e fazer um bom planejamento para obter sucesso", declara o teólogo e consultor do Sebrae

 

osdezmandamentos4COMPROMETIMENTO | A lealdade de Moisés com seu povo, segundo a tradição, foi determinante para cumprir a missão. "Ele sabia que sem comprometimento com as pessoas sua jornada não seria atingida", diz o consultor do Sebrae. Para ele, o mesmo vale para o empreendedor. "É preciso colaborar com os seus funcionários para eles se sentirem mais seguros e atingirem um bom desempenho e dar total atenção ao cliente, que é o grande responsável pela existência do seu negócio"

images

FOCO | Moisés somente se tornou um grande líder para os hebreus e para o povo de Israel por ter foco e não se desviar do "chamado de Deus", segundo a tradição. "Ele foi íntegro e firme nas suas decisões para cumprir a sua missão", declara o consultor do Sebrae. Para ele, o empreendedor também precisa ser fiel aos seus ideais para cumprir as suas decisões

 

CTkLk-rW4AAPArISEGURANÇA | Na travessia do Mar Vermelho, quando as águas se abrem dando passagem a Moisés e ao povo, segundo a tradição, ele mostrou firmeza de decisão mesmo sendo uma ideia aparentemente impossível: "Diante do desafio apresentado e, perante o temor do povo, Moisés responde com propriedade e faz aquilo que acredita ser a melhor decisão", diz o teólogo e consultor do Sebrae Márcio Belintani

 

Fonte : http://economia.uol.com.br/empreendedorismo/album/2015/11/17/10-licoes-de-negocios-a-aprender-com-moises-de-os-dez-mandamentos.htm#fotoNav=10

21set/150

6 simples maneiras de influenciar as pessoas (mas use para o bem!)

Apesar da enorme importância, a maioria das pessoas sabe muito pouco sobre os comportamentos automáticos nas tomadas de decisão.

Para tomarmos decisões, precisamos e utilizamos atalhos que nos auxiliam consciente ou inconscientemente.

Ao conhecer essas ferramentas, podemos utilizá-las na estratégia de convencimento, além de evitar cair em armadilhas.

Antes de começar, seguem alguns fatos interessantes...

Vc sabia que quando pedimos um favor seremos mais bem sucedidos se fornecermos uma razão?

Mesmo que a razão seja bem superficial o pedido terá mais chance de ser aceito. Exemplo: “posso passar na sua frente porque estou com pressa” é muito mais efetivo do que “posso passar na frente”.

Outro exemplo muito utilizado por vendedores parte do princípio que a nossa avaliação depende do que foi visto antes...

Exemplo: vc vai a uma loja e pede para ver camisas.  O vendedor começa mostrando o item mais caro, pois depois os demais não irão parecer tão caros.  Corretores de imóveis começam com algo pior e caro, depois quando mostram uma opção melhor e mais barata a percepção é outra.

O texto é bem grande (mas passa rápido) e os princípios são super interessantes… aproveite!!!

 

1. Reciprocidade:

Asian child and adult man holding flower

As pessoas se sentem devedoras quando algo é feito por elas.

Os hare krishnas pediam dinheiro na rua e não conseguiam doações.  Mudaram a estratégia e passaram a dar flores para as pessoas, com isso passaram a captar muito mais!  Com todo o respeito aos hare krishnas, ainda bem que eu nunca caí nessa.

Em outro estudo sobre reciprocidade: uma pessoa comprava uma Coca-Cola para outra sem que a mesma tivesse pedido.  Depois pedia que a pessoa que recebeu a Coca comprasse uma rifa.  A taxa de conversão foi muito mais alta do que nos casos em que não houve um favor prévio.

3 Dicas para utilizar a reciprocidade:

  • Ofereça algo antes: a pessoa ficará devedora com vc
  • Ofereça algo exclusivo: a pessoa se sentirá especial
  • Personalize a oferta: faça com que a pessoa saiba que partiu de vc.

ATENÇÃO: uma forma de se defender quando alguém te der algo por interesse aceite mas não retribua.  "Como assim?”, vc deve estar pensando. Explico: Se ela quis te “explorar” te dando algo, vc usa a lei da reciprocidade e a “explora” não dando nada em troca…rsrs…

Logo após alguém fazer um favor, quem recebeu valoriza mais do que quem fez. Com o passar do tempo a relação se inverte e quem fez o favor passa a valorizá-lo mais. E assim nascem os ingratos...

 

2. Compromisso e Consistência:

Consistencia

As pessoas querem ser consistentes nos seus atos.

Os que não mantêm uma consistência nas suas palavras e crenças são vistos como confusos, sem palavra…  por outro lado, as pessoas que mantém consistência são ditas lógicas, racionais e estáveis.

Por conta disso, às vezes somos consistentes mesmo em situações onde seria melhor não ser.

Em um estudo, os pesquisadores pediram a metade dos moradores de um condomínio que assinassem um manifesto em prol dos deficientes físicos, algo simples e por isso todos assinaram.

Duas semanas depois voltaram, mas dessa vez foram a todos os apartamentos pedindo doações para uma associação de deficientes físicos. Da metade que não tinha visto nem assinado o manifesto pouco mais da metade doou. Dos que assinaram,  92% doaram.

Vc já deve ter percebido quando o vendedor fica tentando tirar declarações suas para depois usá-las para te convencer.  Mas assim que perceber, diga “Meu caro, vc está usando o Princípio do Compromisso e Consistência que aprendi no LinkedIn e não vou cair nessa…”…hahaha….

Na Gaia no início do semestre fazemos um evento e todos vão no palco falar das suas metas e kpis, com isso o comprometimento com o resultado fica muito maior, já que no final do período todos deverão ir lá e dizer como foi.

 

3. Prova Social:

prova-social-persuasão

Quando várias pessoas fazem algo, a tendência dos demais é fazerem também.

Esse é um dos fenômenos mais conhecidos e praticados por todos nós.

Começando pelo clássico exemplo do restaurante... normalmente não entramos em um restaurante que esteja vazio.  

Todas aquelas propagandas que mostram que tal empreendimento foi um sucesso, últimas unidades, etc... procuram pegar o cliente utilizando este princípio.

Me lembro de ter lido (há muitos anos) que no início da carreira os Mamonas Assassinas contratavam “fãs” para recebê-los no aeroporto...isso atiçava a curiosidade dos demais.

Dois pesquisadores fizeram um estudo onde simulavam um ataque epilético que seria visto por uma pessoa ou por um grupo.

Quando apenas uma pessoa presenciava o ataque epilético, o índice de ajuda foi de 85%, porém quando ao menos 5 pessoas estavam por perto esse índice caiu para 31%.  Como havia mais gente ao redor a “responsabilidade” de cada uma era entendida como menor (ninguém ajudava pq ninguém ajudava...).

 

4. Afinidade

afinidade

As pessoas preferem dizer sim para quem elas conhecem e gostam.

Parece óbvio, mas muita gente não se atenta a isso.

Quando a Oprah Winfrey juntou-se a campanha presidencial do Barack Obama os níveis da aprovação do candidato subiram automaticamente.  Por ser alguém com quem os eleitores se identificavam, a apresentadora teve influência no voto de muita gente.

É muito comum ao conhecer alguém procurarmos descobrir amigos (e interesses) em comum, isso gera afinidade e facilita a aproximação.

As pessoas tb favorecem quem é fisicamente mais atrativo, parecido com elas ou que as elogiou (elogio todos gostam, não bajulação que tem o efeito inverso).

 

5. Autoridade 

admiração

As pessoas seguem as autoridades no assunto.

Títulos, Cargos, roupas e até carros caros são fatores que “dão” credibilidade e fazem as pessoas serem mais ouvidas.

Quando um anúncio de pasta de dente é feito por um dentista, o objetivo é dar a credibilidade da autoridade ao produto.

Na comunicação as pessoas mudam o tom de voz e a velocidade da fala de acordo com a posição de autoridade.

Um estudo analisando entrevistas do programa Larry King Live mostrou que oentrevistador mudou o tom e a velocidade quando entrevistou pessoas com mais prestígio, tais como Bill Clinton, George Bush e Barbara Streisand, mas manteve o mesmo tom quando falou com outros com menor status como Spike Lee e Julie Andrews.

Recentemente assisti a uma apresentação sobre o que influencia a escolha entre etanol ou gasolina no Brasil.

Dos consumidores que são influenciados:

  • 40% seguem a recomendação dos mecânicos,
  • apenas 20% são influenciados pela mídia (notícias, propagandas, etc).

Isso prova a força da autoridade.  Interessante, né???

 

6. Escassez

escassez-tudo-que-e-raro-e-caro

O que é raro é caro (e bom).

Quando menos disponível, mais valioso.

A famosa lei da oferta e da demanda.  Se a oferta é pequena (escassa) e há demanda o bem se torna mais caro e desejado!

Isso é extremamente utilizado no marketing: “vagas limitadas”, “últimas unidades”, “só até amanhã”.  Muitas vezes de forma mentirosa...rs...

Já passou por isso?  Vc que comprar um apartamento e gosta muito de um imóvel, aí o corretor diz que tem mais alguém interessado, como só tem um disponível vc corre para assinar.  Eu já... 😉

Se há muita disponibilidade do produto a pessoa pensa que pode comprar depois, já a escassez acelera e influencia o desejo de comprar.  Até pq muitas vezes a escassez é devido ao sucesso, que remete a outro aspecto que falamos antes que é a Prova Social.

 

Resumo Final:

Os 6 comportamentos automáticos das pessoas:

1. Reciprocidade: As pessoas se sentem devedoras quando recebem algo (legal ler outro texto que escrevi para entender melhor esse ponto, clique aqui).

2. Compromisso e Consistência: quanto mais público for o compromisso, mais difícil de mudar.

3. Prova Social: quando várias pessoas fazem algo, a tendência dos demais é fazerem também (exemplo: restaurante cheio).

4. Afinidade: as pessoas preferem dizer sim para quem elas conhecem e gostam.

5. Autoridade: as pessoas seguem as autoridades no assunto.

6. Escassez: coisas mais raras valem mais.

 

Por hoje é só... espero que tenha gostado, que te seja útil e que vc use essas ferramenta para o bem!!!!

Muito obrigado por ter lido 😉

 

Forte abraço e uma ótima semana!!!

João Paulo Pacifico

fonte : http://www.linkedin.com/pulse/6-simples-maneiras-de-influenciar-pessoas-mas-use-para-pacifico

Ps. alguns textos mando só pro mailing, se tiver interesse clique aqui e coloque o seu email (não uso nunca para SPAM)!

Ps2. fiquei super feliz que os artigos estão alcançando cada vez mais gente!!!  Muito obrigado e se gostou pode compartilhar, curtir, conectar, follow...

Ps3. evoluindo super bem o projeto do meu primeiro livro!

 

Fonte: (i) Influence, Science and Practice, Robert Cialdini, (ii) diversos sites e (iii) experiências pessoais.

 

8set/150

6 formas de ser a pessoa mais popular do trabalho – garantidas pela ciencia

Carisma é extremamente importante em sua carreira. Você pode ser o cara mais eficiente do escritório, mas para seguir em frente vai precisar se conectar com mais pessoas, conversar e trocar ideias. Afinal, você não quer ser um Dwight, do The Office, certo? O melhor vendedor - mas completamente relapso em relação às conexões sociais.

Encontramos umas informações bacanas no site The Muse que podem ajudar você a seguir em frente e ser a pessoa mais popular do trabalho. Combine isso com sua eficiência (sabemos que essa você já tem) e você terá boas coisas pela frente em sua vida profissional.

1. Deseje se conectar

conectar
Você odeia ir naqueles eventos do trabalho em que precisa... CONVERSAR? Não é fácil se expor em reuniões e em coquetéis para um bando de desconhecidos. Vale lembrar que todo mundo lá está na mesma situação. Mas, mais importante que isso, vale saber que todo mundo tem uma história para contar. Se aquelas pessoas estão em um evento da sua área, vocês têm um assunto em comum. Faça perguntas, se mostre interessado. Todo mundo está nervoso - ao se apresentar você provavelmente irá deixar a vida do seu interlocutor mais fácil e não o contrário. Eles também estão ansiosos para fazer contatos.

2. Ouça

ouvir
Ok, você iniciou uma conversa - mas agora precisa se manter interessado. E parece fácil falar, mas o nosso cérebro tem de 50 a 70 mil pensamentos por dia - de 35 a 48 pensamentos por minuto! Pratique voltar "do mundo da Lua" sempre. Olhe pessoas nos olhos, sorria e, se precisar, use nossas dicas para impressionar pessoas que acabou de conhecer.

3. Por que tão sério?

empatia
Empatia é importante - e é mais fácil que pessoas se relacionem com outras que cometem erros, dão risada e possuem histórias humanas do que com o sr./sra. perfeitos. Lógico que você não vai contar sobre 'aquela vez em que você errou e quase levou a empresa à falência' - mas se mostre acessível.

4. Não subestime a importância do contato visual

contato visual
Se seu interlocutor perceber que você está olhando para outro ponto enquanto ele fala, seja para outra pessoa, para o telefone ou para os próprios pés, no caso de timidez (todos já passamos por isso), ele vai perder o interesse em fazer contato com você. Olhar nos olhos é extremamente importante, até para você compreender melhor as emoções de outras pessoas. Se você achar difícil fazer isso, vale começar em um ponto 'neutro': olhe para o ponto entre os olhos da pessoa, no 'começo do nariz'. Dessa forma, sua timidez é aplacada e seu interlocutor não se sente deixado de lado. Veja outra dica para contornar a timidez!

5. Lembre de informações sobre outras pessoas

nome das pessoas
Pelo menos enquanto estiver conversando com elas. Não existe nada mais desagradável do que quando alguém esquece o seu nome e você percebe, certo? Então não faça isso com os outros. Repita mentalmente o nome de quem você acabou de conhecer e, imediatamente após a apresentação, repita em voz alta - "muito prazer em te conhecer, fulano", por exemplo. Isso ajudará seu cérebro a firmar o conhecimento. Se você já conhece o interlocutor, se esforce para trazer detalhes pessoais sobre essa pessoa para a conversa. "Lembra daquela vez em que você me contou X?" e coisas do tipo. Ela irá se sentir valorizada.

6. Use sua linguagem corporal

linguagem corporal
Mais do que causar uma boa impressão nos outros, uma postura correta, o olhar focado e gestos e sorrisos bem colocados podem aumentar a sua auto estima.

 

fonte : http://revistagalileu.globo.com/Life-Hacks/noticia/2015/06/6-formas-de-ser-pessoa-mais-popular-do-trabalho-garantidas-pela-ciencia.html

4set/150

6 licoes de vida que precisamos aprender com Jiang Pu, do Masterchef por Fernanda Morelli

Jiang

Não é à toa que Jiang se tornou a queridinha dos telespectadores. Ela consegue manter a calma quando o programa está pegando fogo, leva tudo com bom humor, arranca sorrisos dos mais exigentes jurados e fala frases para lá de fofas. Ok, com pequenos erros de português, mas de uma sabedoria indiscutível!

Confira algumas lições que ela demonstrou na edição atual de Masterchef e que merecem ser adotadas por todos nós, para uma vida mais tranquila e feliz.

1. É preciso ter coragem para arriscar.

coragem-1

Jiang Pu se formou em estatística, pela USP, mas não se sentiu realizada nessa carreira. Aos 26 anos ela resolveu largar a profissão e arriscar tudo no mundo da culinária, algo que realmente a faz feliz. E parece que deu certo, não?

2. Saber manter a calma é uma dádiva.

2197

E ela já provou que faz isso como ninguém em diversas ocasiões do programa. Como no momento em que faltando poucos minutos para começar a fazer o prato da prova, Jiang começou a fazer movimentos de Tai chi chuan (arte marcial chinesa) para relaxar. E ainda teve bom humor e paciência para ensinar aos colegas de programa – com a técnica da melancia. Vale a pena rever esse momento para lá de fofo.

3. Ser autoconfiante é diferente de ser prepotente.

autoconfiança

Ela sabe aceitar elogios e faz questão de concordar que fez um bom trabalho. Mas Jiang faz isso de um jeito tão sincero (e fofo) que não passa pela cabeça de ninguém que ela está sendo exibida. Autoconfiança faz bem para o ego, para a autoestima e é necessário para ser valorizada e reconhecida.

4. Independente da situação, a melhor saída é encarar com bom humor – sempre.

Alimentos-do-bom-humor-blog-da-mimis-michelle-franzoni-destaque-702x336

Mesmo ao receber críticas difíceis de serem engolidas do chef Jacquin, Jiang consegue escutar e ainda completar com uma brincadeira ou um sincero sorriso – capaz de derreter qualquer jurado. Como neste episódio que ela derruba a cachaça – ingrediente necessário para o preparo correto do prato – e fala, com bom humor e tranquilidade: foi para Deus.

5. Não vale a pena se estressar à toa.

download

A resposta que ela deu à Ana Paula Padrão, quando a apresentadora perguntou se os competidores estavam preparados para a prova de eliminação diz tudo: “Não estou preocupada não. É que não adianta, a essa altura do campeonato, ficar pensando nisso. Tipo véspera de vestibular. Você já tinha decorado todas as fórmulas, mas ao chegar na prova, se você não lembrar, já era”, disse ela.

6. Fazer o que gosta (e fazer com amor) é a chave do sucesso.

fazer-o-que-gosta

Talvez esse seja o maior segredo de Jiang. O fato de ela estar, finalmente, fazendo o que gosta, faz com que ela encare todas as situações difíceis – de tristeza, de estresse e os problemas – como um aprendizado, da maneira mais leve possível.

Pois é, parece que temos muito que apender com essa chinesinha maravilhosa!

 

Fonte : http://www.linkedin.com/pulse/6-li%C3%A7%C3%B5es-de-vida-que-precisamos-aprender-com-jiang-pu-enrico-mondio

24ago/150

Crise: perigo ou oportunidade

economia-criativa

 

Por Abílio Diniz

Já vivi muita coisa, e, quando falam hoje que o Brasil passa por uma grande crise, posso lhes garantir que passamos por situações piores no passado e demos a volta por cima. O Brasil é um país preparado para superar adversidades.

Muitas pessoas estão criticando o país e deixando de investir. Mas investir no Brasil, apesar de tudo, vale a pena. Melhor dizendo, investir no Brasil, quando se olha tudo, vale a pena. E isso não é retórica. É o que eu e as empresas da qual faço parte estamos fazendo.

Obviamente, não vou negar que, após uma década de grandes avanços econômicos, políticos e sociais, o Brasil enfrenta mais um momento de crise. Mas, como diz o clichê, ele traz oportunidades.

Eu comecei ajudando meu pai, imigrante português, na mercearia que ele fundou em São Paulo em 1948. A primeira grande crise que enfrentei ocorreu nos anos 1960, com o golpe militar. Na década de 1980, tivemos choque de petróleo, crises fiscais, socorro do FMI e inflação em alta. A crise econômica aguda contribuiu para acelerar a queda da ditadura, mas a democracia não significou o fim das nossas crises econômicas.

O país conviveu com inflação muito alta ou hiperinflação por uma década. Vários planos não só fracassaram como acabaram agravando os problemas. A partir de meados dos anos 1990, o país finalmente começou a controlar a inflação e aprovou uma lei de responsabilidade fiscal que ajudou a equilibrar as contas públicas. Mas esses avanços não evitaram a chegada de novas crises, algumas de origem externa.

Apesar de tudo isso, as empresas brasileiras encontraram caminhos para crescer num país imenso, de enormes recursos, população trabalhadora e empresários resilientes, capazes e criativos.

Eu sou a prova disso.

Ao longo dessas décadas duríssimas, a empresa que meu pai fundou e eu desenvolvi cresceu diante das oportunidades e dificuldades, tornando-se um dos maiores grupos de varejo do mundo.

O Brasil tem gestores da melhor qualidade, criados e testados nas crises mais duras, que pareciam impossíveis de superar, mas foram superadas. Essa população é trabalhadora, empreendedora e ávida por educação. Nosso mercado é um dos maiores do mundo. Nossas empresas cresceram de forma vigorosa nos últimos anos, criando riqueza, governança e mercado, ativos valiosos que não desapareceram.

Oportunidades existem. É preciso identificá-las. Crise é uma chance de você mostrar o seu valor quando quase tudo à sua volta está perdendo valor. A hora, portanto, é de mostrar que o Brasil é muito mais forte que suas crises e seus governantes. Espero aqui no Linkedin poder contribuir para isso, fomentando ideias e reflexões.

Fonte : https://www.linkedin.com/pulse/crise-perigo-ou-oportunidade-abilio-diniz

17ago/150

Voce tem um mentor? A mentoria empresarial e fundamental para crescer no negocio

por 

Desde pequeno buscamos mentores na vida. Um professor, um tio querido, um amigo da família, um chefe. Estamos sempre buscando pessoas que, de alguma forma, tocam nossas vidas de maneira especial, nos influenciando e ajudando a buscar caminhos e tomar decisões importantes. Na hora de decidir a carreira a seguir, por exemplo, muitas vezes está ali a presença de um mentor, que inspira e aconselha. E, ao empreender, a mentoria empresarial é fundamental para crescer no negócio.

Na minha vida de empresária tive acesso a vários tipos de mentoria, desde as informais até as especializadas. Só entrei para a universidade mais tarde, já com o Instituto Beleza Natural em pleno funcionamento. Por causa disso, tentava aproveitar cada aula, cada dica, e tinha meus professores, que já tinham experiência de outras organizações, como meus mentores. Aquelas experiências práticas eram exemplos para mim e eu tentava aplicá-los em questões do dia-a-dia da empresa, do atendimento às clientes, da produção da fábrica.

patoDepois, com a empresa já mais estruturada, buscamos o Sebrae. Foi o primeiro passo do Beleza Natural em busca de uma mentoria especializada. A organização presta um excelente serviço de aconselhamento ao pequeno empreendedor. Os cursos de curta duração deles, como os de capacitação em atendimento, vendas, treinamento de equipe, foram uma mentoria muito importante para o nosso negócio. A aproximação com os instrutores do Sebrae foi muito bacana e proveitosa, pois trouxe para nós uma vivência real do negócio. A estrutura deles, com consultores e instrutores, nos ajudou bastante na formatação do negócio, ainda no início de nossas operações, com o aconselhamento sobre o modelo de crescimento, a utilização ou não do formato de franquias e outras questões.

Foi também através do Sebrae que conseguimos entrar num concurso de cases de sucesso de pequenas empresas. Esta foi a ponte para nós do grande modelo de mentoria do Beleza Natural.  Nós ganhamos o concurso e, na premiação, assistimos a uma palestra do empreendedor e empresário Mario Chady, sócio-fundador do Spoleto, que veio a ser um dos nossos grandes mentores. Ele falou bastante sobre sua experiência positiva com a Endeavor, ONG de apoio ao empreendedorismo, o que nos inspirou bastante e nos fez correr atrás desta mesma oportunidade.

E o modelo de mentoria profissionalizada da Endeavor foi a grande porta que se abriu para nós. E continua abrindo muitas outras portas para o nosso negócio. O modelo deles nos proporciona ter contato com empresários de sucesso, que nos aconselham em diversas questões da empresa. Porque, mesmo com 20 anos da história, os mentores ainda são muito importantes para nós!

Em nosso negócio, aplicamos várias dicas dadas por estes mentores. Com profissionais da Natura, por exemplo, tivemos verdadeiras aulas sobre pesquisa e desenvolvimento que aplicamos em nossa fábrica. Com o Spoleto, do Mário Chady, aprendemos muito sobre como administrar a gestão e controles para crescer e multiplicar o negócio com sustentabilidade.

Minha grande dica para quem está começando é enxergar oportunidades de ouvir outros empreendedores, mesmo que de outras áreas, e trocar experiências que possam trazer um olhar diferente para o negócio.  Mesmo que o business seja diferente, os dilemas sempre são parecidos. Desde questões de crescimento, de atendimento, de profissionalização, negociações, treinamento, planejamento estratégico até a dilemas sobre qualidade de vida x dedicação ao trabalho... Enfim, qualquer que seja o tipo de negócio, os problemas dos empreendedores são os mesmos.

Muitas vezes, aquela pessoa já viveu e venceu uma dificuldade que você pode estar passando com a sua empresa e vai trazer um aconselhamento que pode ser o atalho para resolver uma questão importante, uma crise, dar um passo adiante.

E a ajuda pode estar mais perto do que parece! Você pode encontrar seu mentor onde menos espera. Pode ser alguém do seu círculo de amizades, um parente, alguém que tenha um negócio bem sucedido e que possa, de alguma forma, passar um pouco de sua experiência. De forma mais profissional, recomendo instituições como o Sebrae (www.sebrae.com.br), Emrpeenda (www.grupoempreenda.com.br), Emprendedorismo Rosa, para mulheres (www.empreendedorismorosa.com.br).

 

Fonte : https://www.linkedin.com/pulse/voc%C3%AA-tem-um-mentor-mentoria-empresarial-%C3%A9-fundamental-leila-velez

8mai/150

16 frases do marketing que vao te inspirar!

marketing

 

Hoje vamos falar hoje sobre inovação, criatividade, motivação e marketing. Queremos te inspirar, te ajudar a ter ideias positivas, estimular seu pensamento crítico e intuitivo para que suas atividades de hoje tenham verdadeiro significado. Nós do marketing sabemos que criatividade, ter o pensamento fresco, a visão ampla e os sentidos receptivos são importantes para inovar e fazer a diferença nas nossas campanhas, na criação de conteúdo e nas nossas atividades de relacionamento, enfim, no nosso trabalho. Um grande profissional do marketing é acima de tudo uma pessoa extremamente criativa.

Por isso hoje resolvemos te dar um reforço emocional e selecionamos 16 frases do marketing ou do empreendedorismo que são importantes para entender o que realmente é ser um profissional do marketing de sucesso.

Às vezes uma frase é tão genuína e inteligente que vale mais do que grandes conversas. Então, leia com atenção cada uma dessas mensagens e encha-se de inspiração!

  1. “Marketing é a atividade humana dirigida a satisfazer necessidades e desejos através de um processo de troca.” Marcos Cobra
  1. “O marketing tradicional fala às pessoas. Conteúdo de marketing fala com eles.” – Doug Kessler
  1. “Eu percebi a importância de ter uma história, hoje é o que realmente separa as empresas. As pessoas não usam nossos sapatos, elas contam a nossa história.” – Blake Mycokie, CEO da Tom Shoes
  1. “A melhor maneira de persuadir as pessoas é com os ouvidos – ouvindo a elas.” – Dean Rusk, ex-secretário de Estado Americano
  1. “Marketing é uma guerra mental. São as ideias que estão na cabeça das pessoas que determinam se um produto terá sucesso ou não.” – Al Ries
  1. “Demora dias para se aprender marketing. Infelizmente, leva-se uma vida inteira para ser um mestre.” –Philip Kotler
  1. “Entre um bom marketing pessoal e a arrogância não passa um fio de cabelo.” – Victoria Bloch
  1. “Mesmo quando você está no mercado falando para toda a sua audiência ou apenas para a sua base de clientes, ainda assim você está falando com um único ser humano naquele momento. Preocupe-se menos sobre soar profissional e mais sobre como criar conteúdo notável com o qual outros seres humanos podem se relacionar.” – Ann Handley, diretora de conteúdo da MarketingProfs
  1. “A meta do marketing é conhecer e entender o consumidor tão bem que o produto ou serviço se molde a ele e se venda sozinho.”Peter Drucker
  1. “Eu penso 99 vezes, e nada descubro; eu deixo de pensar e mergulho num grande silêncio, e eis que a verdade me é revelada.”– Albert Einstein
  1. “Prestem atenção às ideias novas e interessantes que os outros usaram com sucesso e façam disso um hábito. A ideia de vocês precisa ser original só na adaptação ao problema que estiverem enfrentando.” –Thomas Édison
  1. “A melhor maneira de encontrar o seu cliente é ser encontrado por ele.” Conrado Adolpho
  1. “Conteúdo é de grande importância, mas não devemos subestimar o valor do estilo.”Maya Angelou
  2. “O Conteúdo é rei.” Bill Gates
  1. “O conteúdo não é rei. Se eu mandasse você para uma ilha deserta e desse a você a chance de levar seus amigos ou seus filmes, você escolheria seus amigos – se você escolhesse os filmes, chamaríamos você de sóciopata. Conversar é rei. Conteúdo é só algo para se falar sobre.” Cory Doctorow, blog Boing Boing
  1. “Seja você mesmo. Os outros já estão ocupados sendo outras pessoas.”– Oscar Wilde

Fonte : http://news.comschool.com.br/16-frases-do-marketing-que-vao-te-inspirar/?utm_source=facebook&utm_medium=cpc&utm_campaign=16+frases+do+marketing+que+vao+te+inspirar

30abr/150

Veja cinco acoes para motivar sua equipe (sem precisar por a mao no bolso)

Ricardo Marchesan
Do UOL, em São Paulo
equipe-motivada1

As pessoas trabalham para conseguir dinheiro. É difícil fugir dessa regra do mercado. Mas não é apenas incentivo financeiro que vai garantir o melhor desempenho dos profissionais. Além disso, nem sempre é possível dar bônus e aumentos de salário, principalmente em tempos de crise.

Ser capaz de motivar a equipe e estar atento às suas necessidades é qualidade essencial para um líder. "Muitos são capazes de administrar coisas e atingir resultados, mas liderar pessoas não é para qualquer um", afirma Geovana Magalhães, gerente de desenvolvimento de lideranças e engajamento da LHH, consultoria especializada em carreira.

Segundo ela, primeiro o líder tem de estar atento ao que motiva cada pessoa, abrindo um diálogo muito franco com os subordinados, para perceber e perguntar de forma direta o que as pessoas apreciam, o que as deixam motivadas e mais felizes.

"Cada pessoa se motiva por uma razão diferente. Para algumas é dinheiro, outras querem liberdade de atuação, qualidade de vida ou grandes desafios para que possam se desenvolver", afirma.

Saber o que estimula cada pessoa é o primeiro passo. Confira outras cinco ações básicas para manter a equipe sempre em busca do melhor resultado.

Reconhecer

reconhecimento

A primeira medida para motivar a equipe pode ser a mais simples: reconhecer o sucesso e o bom trabalho. "O ser humano não é nada sem reconhecimento", afirma Jonas Duarte, sócio-diretor da Crescimentum, consultoria especializada em desenvolvimento de líderes.

Como resolver isso? No dia a dia, pode ser o elogio e o retorno em uma avaliação, conhecido na linguagem corporativa como feedback.

Mas outros gestos também podem mostrar sua satisfação. "Se o profissional desenvolveu um determinado projeto e o chefe o leva junto na hora de defender [esse trabalho] para a diretoria, ele se sente valorizado", afirma Geovana Magalhães.

Inspirar

inspiracao

Liderança é incentivar, cobrar e passar funções, mas também inspirar sua equipe, sendo um modelo. "[O chefe] precisa ter coerência entre o que fala e o que faz", afirma Geovana Magalhães.

É preciso também que sua equipe entenda os valores e missões da companhia ou de sua área. "É comum o funcionário estar trabalhando e não saber o objetivo, a missão dentro da empresa", diz Jonas Duarte.

Segundo ele, o gestor deve falar individualmente com cada funcionário, para entender se os valores e objetivos da empresa estão de acordo com o funcionário. E não basta que aconteça apenas na hora em que ele é contratado. "Isso tem de ser lembrado mensalmente, se possível", afirma Duarte.

 

Delegar

delegar-

Sabe o ditado "se quer algo bem feito, faça você mesmo"? Pois então, um bom líder não deveria dar ouvidos a ele. Centralizar tarefas é uma opção ruim. Saber delegar funções é uma habilidade essencial do bom chefe.

"Delegar funções que o líder entende que seu funcionário pode fazer é uma forma de motivar", afirma Duarte. "O profissional  naturalmente vai se sentir reconhecido".

Desafiar

desafios

A rotina e mesmice podem ser outros fatores que destroem a motivação do funcionário. Cabe ao gestor, também, colocar desafios e tarefas novas à sua equipe, que fujam da atividade normal de cada um.

O líder deve saber se o funcionário gosta de se sentir desafiado e é capaz de desempenhar a tarefa, mas a ideia, afirma Duarte, é justamente desafiar seu profissional.

"É um obstáculo, no bom sentido, para que o funcionário consiga se conhecer. Quando ele percebe que fez algo diferente, que não fazia, se sente motivado", afirma.

Ouvir

comunicacao-maos-dedos-expressao-1374283346202_615x300

Os profissionais desejam ser ouvidos. "A participação das pessoas nas soluções também motiva os grupos. Mas não basta escutar. Tem de ouvir e considerar aquela resposta como uma possibilidade real", afirma Geovana Magalhães.

 

Fonte : http://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2015/03/31/veja-cinco-acoes-para-motivar-sua-equipe-sem-precisar-por-a-mao-no-bolso.htm

23abr/150

15 habitos de pessoas excepcionalmente felizes

feliz

Porque as pessoas estão se entristecendo? Porque o mundo tem se transformando em uma esfera de infinitas e inacabáveis angústias? Porque a poderosa criatura humana tem se tornado vazia e melancólica? A resposta para essas perguntas está no nosso cotidiano: na criação e repetição de hábitos estressantes e, principalmente, na maximização dos efeitos alienadores que a nossa mente gera constantemente. Em outros termos, são os nossos pensamentos que materializam essas negatividades, de sorte que a nossa imaginação é a única casta responsável pelo nosso estado de aprazimento ou insatisfação.

Por isso, você é o único ator de seu destino, de modo que suas escolhas o tornarão sábio ou tolo, sagaz ou insipiente, sensato ou ignorante, prudente ou néscio, dependendo de suas peculiares decisões. E no porvir, todas essas preferências trarão consigo notáveis consequências para a sua história, de acordo com a ênfase dada a cada opção vislumbrada.

Logo, esse juízo de valor não representa apenas mais um joguinho existencial, muito pelo contrário, é algo de extrema importância para qualquer individuo, pois o passado e um monstro imutável e eterno. Pense comigo: você nunca mais poderá desfazer as coisas já executadas, o que o fará carregar longamente o portentoso peso de suas inclinações, podendo pesar gramas, quilogramas ou toneladas, dependendo de seu grau de lucidez nos momentos de apalpar crucialmente as alternativas encontradas.

Destarte, é necessário agir prudentemente frente às posições circunstanciais para que possamos ter um discernimento plausível na hora de executar as pinceladas no referido painel da vida, fazendo com que as opções agarradas sejam exatamente aquelas capazes de nos trazer satisfações e estupendas alegrias.

O que é a felicidade e o que fazer para encontra-la

Felicidade não é encontrada na ausência de problemas, na saúde inabalável, na geração colossal de dinheiro, na produção de notáveis conquistas profissionais, no relacionamento perfeito, no corpo escultural, nem em qualquer fator semelhante a essas sedutoras alegorias, pois existe apenas um caminho (específico) para o homem se completar, e esse caminho não é outro senão a busca desenfreada pelo autoconhecimento.

Através da ciência da própria alma, o homem começará a gerar imediatamente os seus conceitos, princípios e ideias, criando uma cultura interior que moldará seu caráter e o fará ter plena convicção de seus objetivos (foco). Após isso, ele irá se cobrar perpetuamente até que seu espírito consiga atingir um nível suficientemente forte que propiciará a realização integral de suas metas intrínsecas. Em outras palavras, o mais inteligente dos animais precisa de uma identidade para desovar seus talentos ocultos e consequentemente construir seus pilares através da intensificação plena de suas competências inexploradas, de forma que seja arquitetada uma espiral blindada para que os sonhos dessa criatura saiam do mundo imaginário e se tornem concretos e reais.

Após esse alicerce – propósito de vida clarificado/enraizado na mente –, esses objetos enganadores (mencionados no primeiro parágrafo) perderão imediatamente sua eficácia e tal entidade passará a servir apenas a sua própria consciência, de sorte que os fatores importantes serão apenas aqueles manifestados naturalmente pelo seu coração. E, então, esse ser poderá finalmente materializar seu mundo, articulando edificar sua vida em um edifício formoso, rochoso e regozijante, habitando um lugar fatidicamente belo, isto é, recheado de incontáveis deleitamentos.

Acreditando fielmente nessas ideias e procurando ajudar meus companheiros a serem mais motivados em suas trajetórias, resolvi elaborar 15 comportamentos de pessoas tipicamente felizes, de modo a herdarmos conjuntamente tais competências. Confira:

1 – Otimismo inabalável: a qualidade de valorizar mais as coisas boas (vitórias) do que as ruins (derrotas) é uma das melhores maneiras de economizar energia, pois aumenta a longevidade e reduz progressivamente a carga emocional naturalmente herdada no estressante e angustiante dia a dia. Certamente, quem tem esperança no olhar e plena convicção no coração se põe automaticamente em uma posição verdadeiramente grande, pois conhece a essência suprema de todas as vitórias, que não é outra senão a capacidade de manter a alma intacta perante as espetadas existenciais (catástrofes, eventos inesperados, adversidades, etc...), tão presentes na vida contemporânea do ser humano.

2 – Generosidade regular: a virtude de ajudar o próximo é algo que transcende tudo aquilo que o ser humano pode contemplar – é como se o universo retribuísse equitativamente todas as ações caridosas executadas de bom grado em prol das criaturas aqui viventes (como uma troca invisível). Logicamente, todas essas atitudes precisam ser feitas sempre com absoluta alegria, bom humor e autenticidade para que essa doação afetiva seja benéfica para ambas às partes (em uma via de mão dupla), evitando possíveis heresias ou demagogias praticadas por fétidos interesses ou como meras obrigações (feitas apenas por fazer).

3 – Inteligência emocional: a destreza de não se culpar pelos problemas criados (resiliência), de não se ofender com facilidade (perdão) e de não antecipar infortúnios (inquietação) são algumas peculiaridades de pessoas emocionalmente inteligentes, que conseguem se motivar com coisas simples e banais, pois sabem que felicidade é algo que acontece sempre do lado de dentro (consciência) e nunca do lado de fora (objetos externos). Desgraçadamente, muitos indivíduos vivem se remordendo constantemente por ostentarem pensamentos tóxicos e autossabotantes, armando uma arapuca imperceptível de repetição capaz de gerar uma desordem mental em seus neurônios, acorrentando duradouramente suas auras por conta dessas ideias alienadoras e agressivamente manipuladoras.

4 – Autoconfiança rija: a habilidade de fazer com que os julgamentos alheios sejam totalmente irrelevantes, relativizando as convicções vizinhas e valorizando as particulares, é característica sempar de quem vive para si mesmo (e não para os outros). Lamentavelmente, alguns cidadãos se comportam como se os outros tivessem poder para criticá-los, julgá-los e moldá-los, transformando suas vidas em uma pífia escravidão de ideias causada pela falta de autoestima e, especialmente, pela pequenez de espírito.

5 – Visão ética: a santidade de alçar o caráter e os valores morais tem supremacia absoluta para mudar o ambiente e fazer com que o lugar habitado seja livre de fofocas, intrigas e dissensões. Congruentemente, todos aqueles que carregam a lei da respeitabilidade e da honradez em suas asas relacionais possuem uma energia vital forte causada pela propagação da luz que seus sentidos podem emanar, entregando para as pessoas uma conduta reta, íntegra e idônea, apta a influenciá-las para a bondade e afastá-las automaticamente da maldade.

6 – Desprendimento total: a natureza de não possuir excesso de responsabilidade e tampouco neurose excessiva de preocupação, são duas singularidades que elevam o patamar do ser alegre e o fazem ser mais leve em sua trilha. Assim, esses indivíduos são naturalmente mais tranquilos, desapegados e jamais se boicotam, porque aprenderam a valorizar a paz interior e a nunca nadarem na poça infernal da ansiedade e da vitimização, velejando em aguas calmas e pacíficas dotadas de ventos positivos que são emanados para dentro de seus estimados âmagos.

7 – Diferenciação imperiosa: a sublime qualidade de ser irreverente, original e imprevisível faz com que qualquer pessoa seja aclamada e estimada pela comunidade, porquanto ostentar características dessa envergadura torna as interações sociais muito prazerosas e regozijantes para todos os integrantes desse ciclo social. Com definitiva convicção, a virtude de ser único transforma o individuo em um personagem amplamente superior aos seus pares, tendo em vista que o mesmo passa a criar teias arrojadas e inerentemente singulares.

8 – Movimento espacial: a maravilhosa arte de praticar exercícios físicos constantemente traz uma elevação psíquica e mental capaz de otimizar incontáveis qualidades humanas, dado que essa ação têm a sagacidade excêntrica de aliviar o estresse, aguçar o entusiasmo e, prioritariamente, ativar o mecanismo da genialidade adormecido no cérebro de cada ente terrestre. Infelizmente, ainda existem sujeitos que preferem viver no sedentarismo a na acomodação, colhendo duras consequências e desperdiçando múltiplas oportunidades de aprimoramento intelectual e corporal.

9 – Transparência una: a aptidão de se abrir despreocupadamente para as outras pessoas, sendo autêntico e franco nas esferas interpessoais é uma medida fundamental para que os relacionamentos sejam prazerosos, saudáveis e duradouros. Muitas pessoas não conquistam a confiança alheia simplesmente por usarem máscaras e fantasias camuflarias, negligenciando o poder da honestidade e da simplicidade, ingredientes tão apreciados e reverenciados pela humanidade universal.

10 – Sacada terrena: a perspicácia de morar em um solo positivo é algo que facilita a fomentação de atmosferas radiantes e divertidas, dado que as influências externas são importantes estímulos para manter a mente humana sobrecarregada ou pacificada, dependendo de suas subdivisões. Decerto, pessoas inteligentes se cercam vorazmente de gente descontraída, alegre e suave, recebendo de volta esse maravilhoso fluxo de energias assertivas que embriaga a alma com o cálice transbordante da jovialidade.

11 – Hobby estabelecido: a maestria de selecionar atividades que causam contentamento e ostentação é um elemento chave para a agradabilidade do ser, de modo que o mesmo passa a reservar um tempo específico para a satisfação de suas naturais realizações. Miseravelmente, muitos sujeitos vivem apenas para os seus encargos e atribuições, destronando veementemente a maior dádiva dada ao homem pelos deuses em questão, que é a venerável e estonteante liberdade de fazerem aquilo que lhes apraz.

12 – Escudo vigoroso: a valentia de criar uma defesa sólida para enfrentar as adversidades do campo bélico é um fator imprescindível para que o peso das pressões cotidianas possa ser dirimido, gerando uma insígnia de camadas fortes (cristalizadas) que propiciará a absorção desses ataques sem que eles possam afetar a serenidade psíquica do individuo confrontado. Aos poucos, essa pessoa irá assimilar que os problemas são valiosas armas que se usadas de forma estratégica e perspicaz podem facilmente potencializar suas competências e diversificações, elevando suas aptidões para um patamar maravilhosamente excelso por meio da transformação de enfadonhos infortúnios em divertidas soluções.

13 – Comemoração constante: a estrondosa arte de vibrar e celebrar as vitórias alcançadas é uma ação tipicamente sábia, pois entrega para o personagem um entusiasmo verdadeiro e piamente reconfortante, fomentando diversas surpresas para essa criatura que aprendeu a valorizar seus tesouros e pedras preciosas. Com toda certeza, que tem olhos esperançosos vai mais longe, haja vista que conhece a necessidade e a importância de ser grato pelos numerosos presentes recebidos ao longo do seu curso exponencial.

14 – Domínio cognitivo: a capacidade de ser temperado, manso e paciente independentemente das circunstâncias encontradas faz com que seja constituída espiritualmente uma gama indizível de elementos poderosos que permite que esse ente longanimamente perfeito colha frutos raríssimos e excepcionalmente particulares por conta dessa personalidade tipicamente diferenciada. Seguramente, quem detém esses portentosos e imponentes atributos se destaca largamente e amplamente sob qualquer aspecto social, pois tem enraizado em seu núcleo, as ramificações da excelência e os resquícios inefáveis da verdade, metamorfoseando consequentemente linhas criativas e exclusivamente inovadoras em todas as instâncias descortinadas.

15 – Amor incondicional: a sumptuosa decisão de realizar todas as atividades com profundo carinho e satisfação permite que qualquer pessoa seja agraciada com o dom máximo dos sábios, que é a valência de valorizar inteligivelmente cada pedacinho do terreno, fazendo a galáxia se transmudar em uma esfera de união e total sinergia por parte de todos os seres aqui presentes. Certamente, quem detém esse tipo de entendimento, se coloca automaticamente em um raio espiritual colossalmente transcendental, movimentando o quadro social pela capacidade sempar de servir o próximo e, principalmente, pela gloriosa astúcia de modificar nobremente o universo.

É momento de santificar o nosso coração através da multiplicação da jubilidade que rege o nosso ser, aprimorando nossas alegrias por meio da criação de hábitos confortáveis e irreverentes. Que saibamos moldar os nossos comportamentos e ações para que possamos ter uma vida mais prazerosa e feliz, gerando dentro de nós, uma essência pura, nobre, formosa e abundantemente competente.

 

Por Pablo de Paula Bravin

Administrador - Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO (2011-2014). "Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito." Aristóteles // "A cada bela impressão que causamos, conquistamos um inimigo. Para ser popular é indispensável ser medíocre." Oscar Wilde
http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/15-habitos-de-pessoas-excepcionalmente-felizes/86556/