BLOG GERANDO DEMANDA
23out/150

7 verdades sobre a felicidade que voce precisa saber

10-dicas-para-a-felicidade-de-acordo-com-a-ciencia

Como multiplicar sorrisos?

É possível elevar os níveis de satisfação com a vida e quem afirma isso é a ciência. Pouco a pouco, novas e importantes evidências tiram do acaso o poder sobre a nossa felicidade. Navegue pelas imagens para conferir algumas verdades libertadoras.

1. Boa parte da felicidade depende só de você

felicidade

Enquanto 50% da forma como vivenciamos a felicidade têm origem genética e 10% estão ligados ao ambiente, 40% dependem diretamente do estilo de vida que adotamos. Ou seja: das escolhas que fazemos. Se a saúde e a boa forma não foram suficientes para motivá-lo a adotar uma atividade física regular, faça isso por seu bem-estar emocional. Outra decisão acertada é garantir que na agenda haja tempo para a família, os amigos e o ócio.

2. Mais dinheiro não significa necessariamente mais felicidade

dinheiro

A relação dinheiro x bem-estar existe. Contudo, uma vez satisfeitas as necessidades gerais - alimentação, moradia, segurança, saúde, conforto -, o capital parece ter pouco a contribuir com a reserva de felicidade. Uma pesquisa recente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que para 69% dos brasileiros de todas as classes sociais é mais importante ter tempo para a família que ganhar mais. E o que dizer dos ganhadores da loteria? Estudo das Universidades de Massachusetts e Northwestern, nos Estados Unidos, mostrou que um grupo de sortudos ganhadores e outro de paraplégicos experimentavam níveis de felicidade similares, passado um ano do fato que mudou suas vidas.

3. Seu cérebro é um scanner, sintonize-o no positivo

pense-positivo

A Mayo Clinic, um dos centros de pesquisa mais respeitados do mundo, tem investido pesado em investigações sobre felicidade. Sorte a nossa, que podemos ter acesso a evidências de que embora o cérebro humano tenha se mantido focado nas experiências negativas com o objetivo de sobreviver às ameaças, hoje podemos fazer a opção por ver o mundo por um prisma positivo. Após um período de exercícios específicos, o cérebro aprende a escolher a felicidade em detrimento do sofrimento.

4. Pessoas gratas são mais felizes

Gratidão

O exercício da gratidão é capaz de oferecer benefícios físicos, sociais e emocionais. Dr. Robert Emmons, pesquisador e professor da Universidade da Califórnia, comprovou os efeitos positivos de sentir-se grato em diferentes estudos. Em um deles, verificou que o reconhecimento cotidiano de situações às quais somos gratos pode tornar-nos até 25% mais felizes. A gratidão reduz ainda uma série de emoções tóxicas, como a inveja, o ressentimento e o arrependimento. A propósito: reconhecer diariamente aspectos positivos é uma das ferramentas para que o cérebro passe a escanear a vida de maneira mais positiva.

5. Pessoas felizes vivem mais

Young people jumping on Mission Beach, San Diego, California, USA

Os níveis de satisfação com a vida são proporcionalmente inversos aos níveis de estresse. E o estresse, entre outros, compromete a resposta do sistema imunológico. De acordo com uma ampla pesquisa da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, ser otimista na meia idade pode somar bons 7,5 anos à expectativa de vida. Se os otimistas se estressam? Sim, claro. Contudo, são capazes de retomar rapidamente a um estado mental e físico positivo.

6. Felicidade é contagiante

felicidade-332192-1

A positividade tem caráter ressonante - e isso também tem sido especulado e comprovado nos laboratórios. Pessoas que conseguem alcançar um estado de fluidez (flow) na vida são capazes de exercer importante influência em seus núcleos familiares e sociais. São capazes de contaminar com saúde suas relações.

7. Repense a forma como consome

compra

O consumismo pode funcionar como um supressor de felicidade, ao contrário do que muitos acreditam. Prefira experiências a bens materiais - viagens, por exemplo, são usualmente relacionadas a emoções positivas. E mais: experimentos científicos mostram que pessoas que gastam com os outros são mais felizes que aquelas para quem o dinheiro é exclusivamente para uso pessoal.É possível elevar os níveis de satisfação com a vida e quem afirma isso é a ciência. Pouco a pouco, novas e importantes evidências tiram do acaso o poder sobre a nossa felicidade. Confira algumas verdades libertadoras.

 

fonte : http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/7-verdades-sobre-a-felicidade-que-voce-precisa-saber#8

 

20nov/140

Dicas da especialista: 5 passos para deixar sua loja mais atrativa aos consumidores

A aparência da loja é responsável por 83% das decisões de compra. Veja como melhorar o seu estabelecimento

conceito

Redação Lyderis

Segundo pesquisa divulgada pela POPAI (Point of Purchase Advertising International) Brasil em 2014, a aparência da loja é responsável por 83% das decisões de compra. Refletir no espaço comercial a identidade da marca é uma das características que valorizam o ambiente. Para deixar o negócio atraente ao consumidor, a arquiteta Priscila Nunes, sócia-fundadora da Project Plan, listou cinco dicas:

1. Vitrines causam a primeira impressão
Ter uma loja em que a vitrine acumula poeira e é mal organizada reduz as chances de venda. “A primeira coisa que o cliente vê é a vitrine, por isso a dica é usar o espaço com cautela, sem expor produtos demais”, afirma Priscila. Se a entrada é pequena, a preferência deve ser dada ao acesso dos clientes, ampliando a porta de entrada e transformando o interior da loja em uma grande vitrine.

2. Acabamento e decoração refletem a identidade da marca
Antes de decidir quais materiais de acabamento e objetos decorativos serão utilizados na loja, é importante considerar o produto que será vendido, o perfil do cliente e a identidade da marca. “Uma empresa que trabalha com artigos e serviços de baixo custo, por exemplo, deve abusar de formicas e madeira. Já para quem atua em um segmento sofisticado são indicados materiais nobres como mármore e granito, combinando com elementos leves como o vidro e o aço inox”, exemplifica Priscila.

3. Dosar as cores evita erros de combinação
Erros muito comuns em se tratando de cores são: utilizar tons fortes, divergentes da marca e aplicá-los em espaços fechados. “A dica é mesclar cores neutras – como branco, cinza e bege – com as que representam a identidade da marca. Deve-se ponderar na utilização dos tons fortes para não diminuir os espaços”, explica a arquiteta da Project Plan.

4. A organização dos produtos amplia o espaço
Corredores apertados, produtos empilhados e ambiente desorganizado são alguns dos problemas mais frequentes em lojas de varejo. Segundo Priscila, mais importante que encher as prateleiras e vitrines é oferecer um ambiente confortável aos clientes e funcionários. “A circulação deve ser pensada para que as pessoas transitem tranquilamente sem ficar esbarrando nas coisas e sentindo-se oprimidas”, recomenda.

5. Lojas confortáveis vendem mais
Ter um espaço comercial projetado para o conforto dos consumidores traz mais seriedade à marca e aumenta as chances de concluir a venda. Fatores como climatização, iluminação, acessibilidade, lugares para sentar e os tradicionais cafezinho e água valorizam o ambiente. Os banheiros, além de respeitarem normas da vigilância sanitária, devem ser projetados para facilitar sua limpeza e manutenção, transmitindo sempre aspecto de novo.

Fonte : http://www.lyderis.com.br/dicas-e-negocios-hidden/marketing/3663-dicas-da-especialista-5-passos-para-deixar-sua-loja-mais-atrativa-aos-consumidores

20jan/140

Tecnologia que vai vestir voce…

Estamos acostumados a ver os filmes de ficção científica e a nos surpreender com os efeitos especiais, achando que nunca passarão de uma história fictícia, que não viveremos.

Um exemplo clássico é o filme O terno de 2 bilhões de dólares, onde Jackie Chan é o simpático chofer do milionário, que acaba sofrendo um acidente que o hospitaliza. Jackie Chan é enviado para a casa de seu patrão para resolver alguns assuntos quando, sem saber, decide experimentar seu terno. Tal ato não haveria nenhum problema se o terno não fosse computadorizado e desse, a quem o vestisse, uma série de poderes.

O que acabei de descrever já é uma nova realidade nos dias de hoje. A chamada wearable devices é a própria tecnologia incorporada ao vestuário. Outro exemplo mais popular é o óculos Glass da Google, que leva as funções de um computador para o visor do óculos e é acionado pelo comando de voz. Ele grava vídeo, bate fotos, transmite imagens, encontra o caminho certo.

Se você analisar as grandes febres de consumo de tecnologia, verá que nos anos 80 a Microsoft criou o Windows para popularizar os PCs. A Nokia e a Motorola criaram os melhores celulares da década de 90 e a Apple criou o novo padrão para smartphone e tablet.

O que está fazendo a ficção virar realidade é o interesse de empresas de tecnologia, das pequenas até as gigantes, pela disputa por esse mercado bilionário que ainda está em aberto.

Fonte : http://www.menegatti.srv.br/index.php/artigos/artigos-anteriores/1284-tecnologia-que-vai-vestir-voce

16dez/130

Feliz Natal

cartãonatal_b

4nov/130

Os bons vendedores ouvem mais…

ouvir mais

 

Um treinador de basquete de uma universidade, ao recrutar um jovem jogador ainda no colegial que estava se tornando famoso no Texas, após vê-lo jogar numa partida importante para o campeonato estadual, foi visitar o rapaz e seu pai. Explicou-lhes as limitações das bolsas oferecidas pela instituição que representava e ofereceu uma bolsa parcial. Pai e filho não disseram uma só palavra.

Embora o treinador já tivesse negociado várias ofertas de bolsas com muitos pais espertos e ambiciosos, perturbou-se com aquele silêncio. Não esperava que um garoto de dezessete anos fosse se mostrar difícil. Então, melhorou sua oferta, acenando com uma bolsa total.

Mais tarde, o treinador veio a saber que o silêncio do garoto não era uma tática de negociação. Ele era tímido e seu pai era ingênuo. Para os dois, a oferta inicial fora tão generosa que não sabiam o que dizer.

Existe uma maneira de saber se um vendedor é um principiante ou um vendedor experiente. É a maneira como o outro lado lida com o silêncio. Um profissional só fala para melhorar a ausência de palavras. Um amador fala demais, provavelmente para preencher o vácuo criado pelo silêncio. Se desejar uma rápida concordância do seu cliente, apenas fique sentado e não diga nada.

Você ficará surpreso como sua resposta virá em segundos.

Fonte : Palestrante Prof.Menegatti - News Motivacional [nº: 398/2013]

1nov/131

Gerando Demanda pelo Conhecimento chega pela primeira vez a Campo Grande

SONY DSC

Pela primeira vez, o projeto Gerando Demanda pelo Conhecimento fez o evento no estado de Mato Grosso do Sul. Nos dias 23 e 24 foi realizado o projeto no Grand Park Hotel, na cidade de Campo Grande. Gerando Demanda é o projeto criado pela CHTech para treinar vendedores do segmento de office, papelaria e informática, com patrocínios da Procalc, Chamex, BIC, Multilaser, PLUS, Dello, Imex, Foroni, Summit, Libreria e Francal Feiras. O evento ocorreu com palestras de manhã, tarde e a noite. As palestras tiveram temas: Prepare sua loja para volta às aulas (Fred Gorgulho), Vendas avançadas (Fabio Nemer), Merchandising (Fabiano Ghessi), Principio dos melhores vendedores do mundo (Jr. Portare), Capacitação e Retenção de Talentos (Fabio Nemer) e o Poder das metas (Jr. Portare).

Tivemos uma presença de mais de 140 pessoas durante todo o evento, com praticamente todos os principais clientes da cidade participando. A empolgação se resume nos semblantes dos participantes depois das palestras. A Célia, compradora da Leitura de Campo Grande, disse que foi uma grande oportunidade participar destas palestras e as dicas de como preparar a loja para volta às aulas do Fred Gorgulho vão ajudar muito no dia a dia. A Lucimar, também da Leitura, disse que o aprendizado foi maravilhoso e reflete para toda a sua vida. A palestra do Jr. Portare a ensinou que vale a pena investir no cliente. Durante o intervalo entre as palestras, os patrocinadores puderam mostrar o show room montado, as novidades e os produtos para os vendedores. Esta interação com quem vende os produtos no dia a dia é muito importante para criar um relacionamento mais próximo com a indústria.

No dia seguinte, o projeto fez um evento inédito: Montamos um show room comercial numa sala para uma rodada de negócios. Os patrocinadores levaram condições especiais para o comércio local fechar negócio ali mesmo. Além de poder ver os produtos ao vivo, as condições formatadas pelos patrocinadores geraram negócios, a CHTech, Imex, Multilaser tiveram vários pedidos fechados no dia. Este novo formato deverá ser implementado em algumas praças a partir de 2014.

O Gerando Demanda vai percorrer ainda 2 praças em 2013, o próximo será no dia 12 de Novembro em Campinas, no hotel Vila Rica e o último será em São Paulo no dia 03 de Dezembro, onde faremos um evento especial somente para vendedores de que trabalham com corporativos.

O projeto já está sendo preparado para 2014 e haverá muitas novidades e novas praças para visitarem. Empresas novas que estiverem interessados em participar como patrocinador no projeto, deverá entrar em contato com email: contato@gerandodemanda.com.br .

 

Fonte: Marketing Gerando Demanda

Responsável: Lucas Huang/ Marília Maciel

email: contato@gerandodemanda.com.br

tel: (12) 3932-0188

17out/130

Horario de verao comeca no proximo domingo

Relogio deve ser adiantado em uma hora.
Mudanca vale para dez estados e para o Distrito Federal.

O horário de verão começa no próximo domingo (20) nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Com isso, à meia-noite do sábado (19) para o domingo, os relógios devem ser adiantados em uma hora. A mudança no horário vai até o dia 16 de fevereiro de 2014.

Os dez estados afetados são Rio Grande do SulSanta CatarinaParanáSão PauloMinas GeraisRio de JaneiroEspírito SantoMato GrossoMato Grosso do Sul e Goiás, além doDistrito Federal.

Norte e Nordeste não participam do horário de verão. Tocantins e Bahia, que aderiram ao horário em anos anteriores, também ficarão de fora da mudança.

Economia de energia
O objetivo do horário de verão é aproveitar os dias mais longos, com mais tempo de iluminação solar, para diminuir o consumo de energia elétrica no horário de pico, que vai das 18h às 21h. A redução durante a mudança deve ser de cerca de 5% nos estados participantes.

 

horarioverao

 

Fonte : http://g1.globo.com/brasil/noticia/2013/10/horario-de-verao-comeca-no-proximo-domingo20.html

2out/130

Como incentivar o pensamento inovador em jovens e criancas

Especialista Lourenço Bustani afirma que a infância é o momento ideal para o contato com a arte em suas mais variadas formas

criancas e tecnologia

Editado por Camila Lam

Como incentivar o pensamento inovador em jovens e crianças
Respondido por Lourenço Bustani, especialista em inovação

Na infância e na juventude desenvolvemos alguns dos mais importantes valores que carregaremos pela vida, como a visão de mundo, a ética e o caráter. Mais que isso, moldamos nossos sonhos, liberdades e referências, bases essenciais para formar game changers dispostos a ir além e mudar seu entorno, o mercado e o mundo.

1. Além da escola
O modelo de ensino que vigorou por séculos, do professor como luz e do aluno como escuridão, encontra-se hoje em seu ponto de virada. A mentoria e o “aprender fazendo” passam a ser a busca primordial em um mundo em beta que valoriza a experiência e a transformação. Enquanto essa mudança ainda engatinha, tudo que está além da escola ajuda a arejar a mente.

2. Além do Brasil
Na mesma linha, a exposição à diversidade cultural e a outros modos de viver e enxergar o mundo contribuem e muito para fazer brotar a semente da inovação.

Afinal, inovar é sentir, identificar lacunas, comportamentos, contrapor ingredientes, opostos, e nada melhor que ter um olhar aguçado e sem preconceito para ver o todo com a devida clareza.

3. Além do concreto
Desde muito cedo somos tentados a entender o mundo de forma lógica e cartesiana. Causa e efeito formam o discurso predominante que nos educará para que entendamos a objetividade e a concretude das coisas. Nada mal, porém a criatividade está na abstração.

A infância é o momento ideal para o contato com a arte em suas mais variadas formas, expondo a imaginação à beleza do improvável e ao estímulo do improviso.

 

Lourenço Bustani é especialista em inovação e sócio-fundador da MandalahEnvie suas dúvidas com a palavra inovação no assunto da mensagem paraexamecanalpme@abril.com.br
fonte : http://exame.abril.com.br/pme/dicas-de-especialista/noticias/como-incentivar-o-pensamento-inovador-em-jovens-e-criancas
27set/130

Pesquisa: internet supera lojas fisicas como canal de preferencia para compras do Dia das Criancas

Gasto médio com as compras deve ficar entre R$ 50 e R$ 100. Presentes mais caros como tablets e videogames ficarão para o Natal

compras na internet

Redação Lyderis

Entre o público com participação nos canais sociais do PayPal, a Internet já aparece como a opção favorita na hora de comprar brinquedos e presentes para o dia das crianças. Segundo um levantamento feito pela empresa no Facebook, 70% dos respondentes apontou a intenção de comprar presentes a partir de lojas online.

As principais opções de presentes apontadas são Brinquedos (60%), Roupas e Acessórios (21%), Videogames (11%), Tablet ou Notebooks (8%). “A correria do cotidiano estimula os pais a buscar alternativas de compra que saiam das lojas físicas, principalmente em épocas de alta demanda como agora. As vitrines online trazem facilidade no acesso aos produtos, na identificação das melhores ofertas”, diz Renato Pelissaro, diretor de marketing do PayPal no Brasil.

O levantamento aponta ainda que o gasto médio com as compras deve ficar entre R$ 50 e R$ 100. “A pesquisa nos indica que a compra de produtos eletrônicos mais caros e sofisticados, como Tablets e Notebooks, deve ficar mais concentrada para as festas de final de ano”, completa o executivo.

 

Fonte: http://www.lyderis.com.br/dicas-e-negocios-hidden/mercado/2476-pesquisa-internet-supera-lojas-fisicas-como-canal-de-preferencia-para-compras-do-dia-das-criancas

30ago/130

Mudancas e transformacoes em todas as areas

Looking over the horizon. (Image from swissre.com ad.)

Na semana de 19 a 23 de agosto, participei de alguns eventos importantes que agora compartilho com vocês.

O primeiro evento foi a 27ª Feira Internacional de Produtos para Papelarias , Escritórios e Escolas , destinado ao mundo das papelarias. Universo, aliás, que está passando por forte transformação, pois as lojas que antes vendiam produtos como cadernos, canetas e livros estão sendo ameaçadas por notebooks, tablets, ebooks, pen drives e demais modernidades da tecnologia. Minha participação neste evento foi apresentar no lounge do conhecimento a palestra “Tecnologia: Mudanças e Oportunidades”.

As pessoas que assistiram a palestra  eram na sua maioria proprietários de pequenas papelarias de bairro, fora do Estado de São Paulo.

Eu comecei a palestra pedindo que levantassem a mão aqueles que já têm e-commerce, e apenas dois lojistas levantaram a mão. Após o término da apresentação, voltei a questionar quem teria um e-commerce, e todos levantaram a mão.

Meu recado na palestra era, basicamente: “usem a tecnologia para vender e também vendam tecnologia”. Sinto que eles começam a abrir os olhos para estas mudanças que sabemos ser tão inevitáveis.

Grandes mudanças acontecendo também no mundo de Recurso Humanos. Fui ao CONARH 2013, o 39º Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas, cujo tema central foi “Reinventar a Gestão: uma construção coletiva”, tema ligado diretamente a necessidade de ser cada vez mais criativo para tornar as pessoas cada vez mais felizes dentro das empresas, uma vez que os modelos de gestão não estão conseguindo acompanhar as transformações que o mundo está vivendo. A mensagem foi um “chega da mesmice”, para que possamos receber com assertividade as novas gerações que anseiam o diálogo e a inovação. Ou seja, ai também sopram o vento das mudanças.

E finalmente o último evento desta semana foi o debate realizado na IT Mídia, sobre o tema o “Tendências na distribruição em tempos de cloud computing, big data, mobilidade e consumerização”. Os debatedores foram Denoel Eller, da HP, Mariano Gordinho, da Abradisti, Otavio Lazarini, do Westcon Group LaTam, e Rodrigo Parreira, da PromonLogicalis. As questões foram: como hoje o distribuidor pode auxiliar o desenvolvimento do canal e os negócios dos fornecedores? Seguir a linha de agregar valor ou ser um box mover?

Para responder a estas questões, os debatedores gostariam de contar com a ajuda duma bola de cristal, mas como a tecnologia ainda não disponibilizou tal coisa, o jeito foi cada um arriscar seu palpite. O resultado deste encontro estará na próxima edição da CRN.

Resumindo, em todos estes eventos o ponto comum foi a preocupação com a velocidade que as mudanças vem acontecendo. Como se adaptar a elas? Neste momento, a frase que vem a cabeça, a qual ouço cada vez mais é: “a única certeza deste mundo é que as mudanças não vão parar.”

Por Pina Boffa